29/04/2016

[Resenha] Hugo & Rose

| |

Título: Hugo & Rose
Páginas: 364
Autora: Bridget Foley
Editora: Agir
Nota: 4,5 estrelas

Sinopse:
Rose é uma dona de casa como outra qualquer exceto em seus sonhos. Desde criança ela sonha com a mesma ilha fantástica e o mesmo amigo imaginário: um menino corajoso e divertido chamado Hugo. Esses sonhos são tão incríveis que, mesmo depois de adulta e casada, ela usa as maravilhosas aventuras de Hugo e Rose para acalentar seus filhos na hora de dormir. Todas as noites, Rose escapa da monotonia de sua vida cotidiana para se tornar uma versão melhor de si mesma.
Até que um dia ela esbarra com Hugo na vida real. De repente nada mais parece igual. Eis um homem que realmente a conhece, que cresceu com ela, mesmo que nenhum dos dois seja exatamente como nos sonhos do outro. O encontro acidental faz com que a cabeça de Rose seja tomada por uma cascata de dúvidas, mentiras e uma obsessão perigosa que ameaça destruir a vida que construiu. Apesar de tentada a abandonar tudo para entender essa conexão extraordinária, Rose se pergunta se Hugo da vida real é o mesmo homem de seus sonhos. Ou será que no fim esses eventos extraordinários vão ajudá-la a desvendar quem realmente quer ser?
Depois de uma queda que levou enquanto aprendia a andar de bicicleta e ficar em coma, Rose não sabe mais o que é um sonho normal, desde os 6 anos ela sonha com uma ilha e um garoto chamado Hugo. Eles dois têm uma missão de salvar as pessoas que estão presas na Cidade do Castelo, mas a missão parece nunca ter fim. Rose é casada com Josh e tem três filhos, Isaac, Adam e Penny. Ela é uma mulher infeliz e insatisfeita consigo mesma, não gosta da própria vida que leva e escapa disso todas as noites enquanto sonha com Hugo.

Josh é médico e vive fazendo plantão, mas sempre se preocupando com o bem-estar da família, desejando ficar mais tempo com a família. Ele ama Rose e a acha a mulher mais linda do mundo, mesmo ela estando um pouco descuidada, ele a deseja muito, mas ela sempre dá desculpas para não se entregar. Momentos como esse faz você sentir raiva de Rose por não enxergar o marido maravilhoso que ela tem.

Certo dia ela encontra um homem muito parecido com Hugo, ele era mais velho e mais gordo, mas ela tinha certeza que era ele, ela passou a seguir o homem e sabia todos os seus passos, até que ela resolveu se aproximar dele e ele a reconheceu com alguém parecido com a garota dos seus sonhos, mas não acreditava ser ela, até que um dia eles resolvem se encontrar e ficam amigos. Rose abre as portas da sua vida para Hugo e deixa que ele frequente a sua casa, mas Josh não gosta nada disso. Quando Josh descobre quem ele é, ele acredita que a esposa está maluca e que precisa de tratamento, ela já fazia um tratamento, mas largou e não teve coragem de contar. Mas Rose não estava louca. Ela estava muito envolvida com o tal rapaz que passou a cogitar a ideia de largar tudo para viver apenas com ele, como sempre foi em seus sonhos, mas logo que olhava para os filhos ela desistia da ideia. Mas e sua vida? Continuaria infeliz para sempre? A dúvida que rondava a cabeça de Rose, o que ela deveria fazer?

Mas Hugo se revela agora um cara obcecado e capaz de tudo para ter o que quer, e o que ele quer é Rose, o que ele será capaz de fazer? Ainda mais, como eles foram parar juntos naquela ilha se o destino não é eles ficarem juntos? Quem está na Cidade do Castelo?
Quem é Hugo? Um homem infeliz e acomodado, apaixonado pela garota dos seus sonhos e capaz de qualquer coisa para tê-la para sempre.

Tenho certeza que essa história também vai te deixar sufocada e angustiada para saber como tudo vai acabar, quem ela vai escolher e desfecho dessa trama. No início as coisas andam bem devagar, mas depois a coisa vai esquentando e te deixa sem fôlego. Podemos aprender ainda mais a força que tem do amor da nossa família, que sem eles nós não somos nada, é uma história cativante e emocionante. A capa é horrível, mas o conteúdo compensa.

Espero que tenham gostado da resenha e que leiam este livro, pois recomendo muito. 

Beijos da Isabel!

2 comentários: