22/07/2016

[Resenha] A Sorte do Agora

| |

Título: A sorte do agora
Autor: Matthew Quick  
Editora: Intrínseca  
Páginas: 219  
Nota: 3/5

Sinopse:Bartholomew Neil passou todos os seus quase 40 anos morando com a mãe. Depois que ela fica doente e morre, ele não faz ideia de como seguir adiante. Wendy, sua conselheira de luto, diz que Bartholomew precisa abandonar o ninho e fazer amigos. Mas como?
Quando ele descobre uma carta de Richard Gere na gaveta de calcinhas da sua mãe, acredita ter encontrado uma pista. Afinal, em seus últimos dias, a mãe o chamava de Richard... Só pode haver alguma conexão cósmica!
Convencido de que Richard Gere vai ajudá-lo, Bartholomew começa essa nova vida sozinho escrevendo cartas altamente íntimas para o ator. De Jung a Dalai Lama, de filosofia a fé, de abdução alienígena a telepatia com gatos, da Igreja Católica aos mistérios femininos, tudo é explorado nessas cartas que não só expõem a alma de Bartholomew, como, acima de tudo, revelam sua tentativa dolorosamente sincera de se integrar à sociedade,
Um padre atormentado, uma "Meninatecária", um amante de felinos e o espírito de Richard Gere se unem na missão de ajudá-lo. Em um Ford Focus alugado, todos partem rumo ao Canadá para conhecer o Parlamento dos Gatos e encontrar o pai biológico de Bartholomew... Mas vão acabar descobrindo muito mais.

O livro vai ser contado em formas de cartas, as cartas que Bartholomew escreve são direcionadas para Richard Gere, sim, o ator. Nessas cartas ele conta tudo sobre a vida dele, sua mãe era uma grande fã do ator e passou a chamá-lo de Richard, não o via mais como o filho.

Wendy é uma menina jovem que passa a ser conselheira de Brtholomew após a morte de sua mãe, padre McNamee havia pedido a ela que o ajudasse. Eu torcia muito para que eles virassem um casal, porém ela some da história depois que descobrem que ela é violentada pelo namorado.

O padre McNamee renunciou o seu posto e foi morar com Bartholomew para ajudá-lo, mas o padre era uma figura estranha para o rapaz, apesar de saber que ele sempre foi um bom amigo. O padre começa a beber muito e não faz nada além de beber e dormir.

Em um grupo de apoio, Bartholomew conhece  Max, um cara apaixonado por gatos, e que em uma frase consegue falar mais palavrões do que qualquer outra palavra. Max é irmão de Elizabeth, a meninatecária que Bartholomew é apaixonado.

Todos resolvem viajar e cada um com um objetivo, Bartholomew vai encontrar seu pai que o padre McNamee garante estar vivo, Max vai conhecer o parlamento dos gatos que sua irmã havia prometido.

A sorte do agora é uma teoria que a mãe de Bartholomew criou que diz que se uma coisa acontece de ruim com você é para que uma coisa boa aconteça com alguém em outro lugar do mundo e quando alguma coisa de bom acontece com você é porque alguma coisa ruim aconteceu para alguém em outro lugar do mundo.

Agora falando da minha nota, por ser um livro do Mathhew Quick (autor de O lado bom da vida), eu esperava muito mais, quando eu pedi esse livro de presente eu nunca tinha visto uma resenha dele e depois já era tarde, ainda não vi nenhuma resenha que fale bem dele. Comigo não vai ser diferente. A primeira coisa que me incomodou foi o fato de ser escrito em forma de cartas, mas algo muito pior me fez dar a nota 3 para ele, a história não fluía, um ritmo muito lento, coisas que não interessava, personagens que não me cativaram.

Eu cheguei a abandonar o livro, mas resolvi dar outra chance para ele e consegui terminar, minha nota não foi pela mensagem que eu confesso não ter entendido muito e não sei se concordo com ela, minha nota não foi pelos personagens, simplesmente foi por ter me surpreendido um pouco no final, aconteceu uma coisa que eu não esperava e aquilo deu um up na história, pena que tenha sido só no final.

A capa é linda, a história tinha tudo para ser boa, mas não foi. Vocês já leram este livro ou tem vontade? Me contem aqui.

Beijos da Isabel!

34 comentários:

  1. Aiii eu to loua de vontade para ler esse livro! Adorei o seu blog <3
    Da uma passadinha o meu blog tbm:
    http://espalhe-amor.blogspot.com.br/2016/07/maquiagem-barbie-fenza.html

    ResponderExcluir
  2. Tenho que ser sincera e dizer que fiquei com um pé atrás quando vi o nome do autor, haha. Eu não odiei o lado bom da vida, mas o livo não é do meu gosto. E o outro que ele escreveu, Leonard Peacock, eu simplesmente odiei e a minha mãe achou muito bom. haha

    Mesmo assim a capa me chamou a atenção e apesar de ter lhe incomodado, eu amei o fato do livro ser escrito em forma de cartas, amo livros assim! haha
    Mas não o compraria pois os livros desse autor já não me agradam e, aparentemente, a leitura não deve ser muito boa.
    Mesmo assim, ótima resenha, Isa! Você escreve muito bem :)

    ♥ www.blogtwee.com


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns livros deles estão na minha lista, mas estou com medo de me decepcionar novamente. Obrigada!

      Excluir
  3. Já li resenhas otimas sobre esse livro e a capa é muitooooo linda <3 ele ja ta ate na minha wishlist literaria hahaha espero comprar ele mes que vem, junto com outros que coloquei lá <3
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu nunca consegui achar uma resenha boa kkk, o fato é que deixou muito a desejar, do meu ponto de vista. Espero que a leitura funcione pra você.

      Excluir
  4. Já li uma resenha desse livro, mas achei a sua muito boa.Embora a outra resenha que li tenha sido positiva, e a sua você ter apontado o que não gostou, sempre é bom ter um outro ponto de vista. Entretanto o livro me desperta interesse pois não é muito comum um livro ser contado por meio de cartas não é. Não sei se terei a mesma sensação sua, mas quero ler o livro. Parabéns pela resenha sincera! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez não tenha nem sido a forma como é escrita, mas sim a história. Tentarei ler outros livros em forma de carta.

      Excluir
  5. Bah, parece super legal. Adorei todo esse circulo dos personagens :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me interessei, uma pena que não tenha conseguido gostar como eu queria.

      Excluir
  6. Confesso que abandonei feio "O lado bom da vida" e fiquei meio assim com esse livro quando vi. Quem sabe não dê uma chance né? Gostei da resenha <3
    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou dar mais uma chance para o autor, mas se no próximo livro acontecer a mesma coisa eu desisto dele.

      Excluir
  7. Eu estou louca por esse livro faz um tempinho. Mas, como disse, sempre que leio uma resenha, aa pessoas colocam algo negativo e eu fico com um pé atrás. Pretendo começar a leitura logo para entender os pontos negativos que o livro contém. Enfim, eu gostei da sua sinceridade, moça. E me deixou com mais vontade ainda de le-lo hehe ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que a história funcione pra você, haha!

      Excluir
  8. Essa capa chama muito atenção, eu compraria só pela capa. Já ouvi falar muito nesse livro, mas não fico muito animada pra ler justamente porque sempre que vejo uma resenha, tem algo de negativo nela :( difícil eu dar uma segunda chance quando não gosto na primeira, já tentei com Morro dos ventos uivantes, mas nunca terminei... Eu gostei muito da sua resenha :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo, é difícil mesmo. Mas como eu gostei de O lado bom da vida eu vou dar mais uma chance.

      Excluir
  9. Pena que a história não foi das melhores, eu amei a capa. Fiquei curiosa. Hehe
    Eu tenho O lado bom da vida, mas ainda não li.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu entrei empolgada e saí desestimulada! haha :(
    Fui lendo a resenha e fui entendo o seu ponto de vista.
    É, esse tipo de livro sem ritmo dá uma agonia na gente. Não tem como!
    Beijão!

    www.plataformaviajante.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria muito ter gostado do livro, mas é como se não acontecesse nada durante o livro inteiro.

      Excluir
  11. Pra dizer a verdade, eu nunca li nenhum livro do autor, assim como não tinha visto nenhuma resenha. Agora eu ficarei ainda mais receosa de comprar algum livro dele, já que você disse que não faltou muito do livro. Quando li a sinopse no post, imaginava algo maravilhoso, com autodescobertas e tudo mais, mas aprece que não é isso.

    Amei a sua resenha. Nunca é legal ficar "pisando em ovos" quando o assunto é livros :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei que seria assim, por isso a minha decepção. Descobertas só no final.

      Excluir
  12. Oie, tudo bem? A capa do livro realmente é muito linda e gera uma grande expectativa, uma pena não ter conquistado você. Acontece muito, você vê um livro que todos estão elogiando e acredita que será uma excelente leitura, mas o livro não entrega o que promete :/ faz parte. Boa sorte no próximo! Beijos, Érika ^-^

    ResponderExcluir
  13. Ah, que chato que a leitura não flui tão bem! Eu tô com ele aqui, mas ainda não comecei a ler. Geralmente abandono leituras assim, até desanimei :/

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta ler, vai que você gosta, mas já vai sem muita expectativa.

      Excluir
  14. Quando vi o nome do autor, fiquei doida para comprar, mas não nego que após saber um pouco sobre a história estou com um pé atrás, e com medo de comprar e não gostar heheh.
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu tivesse visto uma resenha antes acho que ainda assim eu teria comprado, minha raiva seria maior kkk.

      Excluir
  15. Mais um livro que não conhecia, mas pela sua resenha nem quero conhecer porque acho que vou me decepcionar. rsrsrs
    É chato né quando a gente começa a ler e o livro não agrada. :(

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá Isabel, tudo bem?
    Eu achei sua resenha bem interessante, mas a história não me chamou a atenção. Pelo que notei, parece ser um livro cansativo. :( De todo modo, gostei da sua sinceridade ao falar a respeito do trabalho do autor.
    Por várias vezes abandonei leituras chatinhas, rs.
    Beijos :*

    www.midnight-skies.com

    ResponderExcluir
  17. Li esse livro ano passado e a leitura foi tão torturante que nem resenhar eu consegui xD
    Não me incomodo com o texto tendo cartas, acho que quebra aquela narrativa que somos acostumados, mas a história não cativou, os personagens não cativaram e eu peguei uma birra do Max logo nas primeiras falas dele.
    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo perfeitamente, comigo foi o mesmo.

      Excluir